ANATEL, um serviço com a cara do Brasil

Há alguns meses tivemos problemas com a empresa que fornece internet para Mão de Doze – a qual, por motivos éticos, não iremos falar o nome – onde tínhamos 10MB contratados, mas que só fornecia no máximo 2MB. Ao todo, contando todos os protocolos gerados, foram 17, onde ligávamos, reclamávamos e obtínhamos sempre a mesma resposta:

– Senhor, não há nada errado com sua rede, provavelmente tem vírus no seu computador e ele está fazendo a velocidade da internet cair.

Mesmo achando um “imenso CAÔ”, todos os reparos solicitados foram feitos, incluindo formatação dos computadores e dispositivos da rede e troca do modem, gerando ainda mais custo, mas serviço continuava pífio e falho. Desse modo, resolvemos usar nosso direito de cidadãos brasileiros – como se tivéssemos algum – e entramos em contato com a ANATEL, Agência Nacional de Telecomunicações, quem regula a telefonia e internet nesse nosso Brasil Varonil, para registrar nosso problema. O que no final das contas não mudou em nada e só trouxe ainda mais dor de cabeça.

O telefone da ANATEL simplesmente não pegava, sempre chamando… chamando… e ninguém atendendo ou, quando atendiam, a ligação caia ou ficava muda. Como eles facilitam nossa vida ao máximo, – fica aqui um pouco de ironia – vimos que as reclamações também podia ser feitas através do site, o que apesar de parecer, não se configura em um processo tão fácil, inclusive para nós que trabalhamos com computadores e tecnologia o dia inteiro, pois trata-se de um site confuso, restrito e com pouquíssima facilidade de encontrar e usar as informações e recursos disponíveis.

Depois de muito quebrar a cabeça e gastar tempo procurando categorias, tipos de serviço, nomes de empresa – razão social, pois o nome fantasia facilitaria muito o processo, e não é isso que eles querem – e tentar adequar tudo isso ao que queríamos falar – pois não podemos falar qualquer coisa em qualquer lugar, já que o site simplesmente não deixa – conseguimos registrar nossa reclamação, e nos foi informado que a empresa tinha até 5 dias úteis para se posionar e, caso não o fizesse, que entrássemos novamente em contato para relatar o caso e abrir um novo protocolo.

Após 4 dias recebemos a ligação de retorno por parte da empresa, mas para nossa surpresa, foi uma ligação da TIM, empresa que não tinha nada a ver com o assunto e não havia sido citada em nenhum momento do processo. A atendente, solicitamente – e pra tirar a responsabilidade das costas – alterou a reclamação e a enviou de volta à ANATEL, que não mais se posicionou. Como ainda continuávamos pagando 10MB e recebendo 2MB, abrimos uma nova reclamação da ANATEL e após 4 dias recebemos outra ligação da TIM, que refez a reclamação e enviou de volta a ANATEL, que por sua vez, novamente se esqueceu do problema. No final das contas, além dos 17 protocolos gerados pela empresa de internet e outros 4 foram gerados em reclamações para ANATEL – e que sempre a mesma TIM respondia – até hoje, meses depois, não houve retorno algum por parte da ANATEL.

Após algum tempo, como chegaram novas empresas concorrentes, liguei para empresa da internet lenta para cancelar e mudar para uma nova, mas a atendente, dessa vez bastante solicita e simpática – bastante diferente das anteriores, que davam sempre a mesma resposta automática e lida na tela de um computador – explicou que estavam passando por um processo de atualização dos equipamentos e estrutura de dados e que “agora” estavam com um serviço muito melhor. Sem custo algum, pois antes tínhamos que pagar por visita, mandou um técnico ao local para checar se havia alguma falha na fiação e ainda aumentou o pacote para 15MB. Parece milagre, mas desse dia para cá, após 17 protocolos com a própria empresa, mais 4 com a ANATEL, troca desnecessária do modem e formatação de todos os computadores e dispositivos da rede, pagamos 10MB, dizem que nos deram 15MB e trabalhamos com 6MB.

Tá bom de mais!!! Triplicamos os 2MB que tínhamos…. rsrsrsrs…

Esse texto não vale como reclamação contra empresa X ou Y, mas sim contra o governo, governantes, entidades, empresas e bancos públicos, secretários, prefeitos ou fantasmas, sejam eles vermelhos ou azuis, “Fora Temer” ou “Fora Dilma”, esquerda ou direita, é mais um desabafo de quem está cansado de pagar caro por serviços ruins. A conta sai muito cara pra gente!

Não temos números reais para apresentar, mas tentem imaginar quanto nos custa uma agência como a ANATEL – pois o dinheiro injetado nela sai do nosso bolso – e quanto de retorno temos com as ações que ela toma, o que ela nos oferece, a qualidade do serviço e no retorno que temos. Vale a pena a relação custo beneficio?!

ANATEL, mais um órgão com a cara do Brasil.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...