X
Menu

E o Oscar vai para…

E o Oscar vai para…

Calma pessoal, o post de hoje não tem nada a ver com cinema ou Oscar, mas sim com filmes publicitários. A inspiração veio de um post do Caio Costa, editor-chefe do Blogcitário, que trata muito bem do assunto publicidade.

Na postagem original, o Caio apresenta a relação dos melhores comerciais brasileiros em 2013, segundo resultado obtido através de votação realizada por seu Twitter (ferramenta que não curto muito, mas é bastante usada para noticias e muito besteirol, além de ser o grande precursor da hashtag #, ou o conhecido “jogo da velha”).

Na lista dele tem alguns que acho fantásticos, mas pelo menos um deles, pelo amor de Deus, não devia nem ter ido ao ar. Como o Fique por Dentro é da Mão de Doze, ou melhor, nosso, iremos apresentar apenas aqueles que mais gostamos, deixando de lado aqueles que pelo amor de Deus…

10º Friboi – Desculpem, mas esse é um dos mais pelo amor de Deus que já vi! Ave Maria, que coisa mais ridícula colocar o Tony Ramos, famoso por seu peito e costas cabeludos, pra perguntar, “É Friboi?”. Pô, dá até nojo, parece que a carne vem cheia de cabelo grudado. Não compro Friboi nem a pau, mas nem a pau já tem dono, não é do Juvenal?!

9º Cerveja Bohemia – Também não é dos melhores, mas vale estar no posto, pois faz uma breve crítica aos deuses da publicidade, principalmente aqueles que sempre apresentam a mesma ideia de que mulher gostosa é quem vende cerveja, quando todos sabem que quem realmente vende é bar e garçom, e convenhamos, depois de algumas na cabeça, um monte de baranga fica gostosa.

8º FIAT Strada 3 portas – Essa com certeza, deveria estar melhor posicionada, pois seu estilo non sense é muito engraçado, além de ter ficado na mente de um monte de gente. Ficou ótima a paródia com a música do ex-Menudo Rick Martin, 1, 2, 3 …

7º Globo News (Água e comida) – A filme chama a atenção por dois pontos triviais, um texto muito bem redigido e seu encaixe perfeito com as imagens. Lembra muito um dos melhores comerciais que já vi, o criado para o lançamento da Revista Época, em 1998, e que como gosto muito, vai como brinde na lista.

6º Itaú, Grande Transformação – Não está na lista dos pelo amor de Deus, até por ter tido uma boa produção, assim como outros comerciais do banco, mas também não entra em lista alguma, pois se trata de um comercial bastante normal, sem uma boa ideia e ainda por cima chupando um pouco da ideia visual usada pela Johnnie Walker em “O gigante acordou”. Por não merecer estar entre os melhores, também vou dar uma de revoltado e não mostrar o vídeo.

5º Dove Men Care – Assim como o da FIAT Strada 3 portas (8º lugar), esse é um tipo de comercial que tem meu respeito, pois trata-se de um non sense muito engraçado e que as pessoas acabam gostando, comentando e compartilhando com os amigos, nem que seja pra dar umas boas risadas. O filme passa sua mensagem com excelência e com certeza merece ser mostrado.

4º Boticário, Família Moderna – Assim como o do dias das mães, em que o garotinho descrevia sua mãe com cores bem diferentes, no vídeo do Natal, o Boticário mexe novamente com a inocência das crianças, mas dessa vez mostrando um menininho empenhado em reaproximar os pais separados, assim como acontece em muitas famílias modernas. Pra ser do contra, como gosto muito mais do comercial do dia das mães (até por usar óculos e entender muito bem o que o menininho estava falando), vou mostrar ele ao invés do de Natal.

3º FIAT, Vem pra rua – O grande tchan desse comercial foi ter sido lançado para Copa da Confederações, época que, além de termos sido campeões do torneio (jogando bem e encantando), tiveram as manifestações políticas nas ruas, como a famosa revolta do vinagre. O mais sensacional para FIAT, foi ter seu titulo gritado com a força de mais de 1 milhão de pulmões nas ruas, “Vem pra rua vem!”. Não sei se deveria estar em 3º, mas com certeza merece lugar na lista.

2º Havaianas Flat, Cléo Pires – Esse, com certeza, segue muito bem a ideia dos outros comerciais das Havaianas, em que colocam os artistas em situações engraçadas para nos fazer rir. Acho muito bons os filmes das sandálias do Brasil, estando sempre posicionados entre os melhores do ano, com muito mérito.

1º Head & Shoulders, Joel Santana – Merecidíssimo o primeiro lugar do comercial em qualquer votação publicitária, ou pelo menos entre as brasileiras. A agência Africa acertou em cheio em sua criação. O filme mostra o inglês embromation do digníssimo técnico e filósofo Joel Santana (já que ninguém entendia patavina do que ele falava, inclusive em seus pensamentos sobre o futebol) apresentando o nome do produto, também bastante difícil de se pronunciar, o Head & Shoulders, shampoo da P&G. Foi na mosca!! Prova disso é a quantidade de acessos que o mesmo já teve no Youtube, mais de 24 milhões.

Em nosso próximo post veremos alguns outros comerciais que viraram virais na internet, que bons ou não, foram bastante acessados no mundo inteiro.

Categorias

Acompanhe-nos no Facebook