X
Menu

Lettering, o desenho das fontes

Lettering, o desenho das fontes

Alguém aí curte aqueles trabalhos feitos apenas usando fontes, onde o texto ou a tipologia valem mais que mil imagens?! Quando a ideia é boa, não se precisa de mais nada, apenas um bom texto aliado a uma ótima escolha de fontes, ou até, em alguns casos, uma mistura delas, para se chegar a resultados surpreendentes e cheios de criatividade.

Pra não dizerem que aqui no Fique por Dentro falamos apenas de publicidade, ilustrações, coisinhas da internet ou opiniões bestas, vamos mostrar também alguns trabalhos feitos em cima apenas de fontes, estas que nos fazem gostar mais de ler, em alguns casos desanimam a leitura, deixam um título mais chamativo, dão um toque especial e atrativo a alguns anúncios, chamam a atenção pelas curvas ou fazem-nos quer tatuar o nome do nossos pais e filhos no corpo.

Primeiramente vamos apresentar algumas famílias, como as lapidárias, egípcias, cursivas, romanas antigas ou modernas. O que difere essas famílias são as formas que as fontes são desenhadas, usando padrões e identidades próprios. Mas não é disso que estamos falando, mas sim de fontes desenhadas, aquelas com um toque artístico diferenciado e especial.

São tantos os artistas, ou calígrafos, que as fazem, que merecem destaque mais aprofundado. O que faremos aqui é apresentar o trabalho de alguns desses artistas separadamente, dando até mais valor a esse trabalho tão belo.

Hoje, quem nos inspira é Scott Biersack, um designer gráfico, caligrafo e ilustrador. O cara possuí traços belíssimos e dignos de aparecerem no Fique por Dentro. Sabe que material ele prefere para desenvolver seus layouts, giz, sim, aqueles mesmos que as professoras usavam e que ficavam fazendo aquele barulhinho chato enquanto escreviam longos textos ou faziam desenhos de mitocôndrias.

Curtam agora uma pequena galeria com seus trabalhos.

Caso você queira que nos aprofundemos em algum outro assunto, nos ajude mandando suas sugestões. Pode deixar que, inclusive, damos o nome do santo.